Total Pageviews

"MÃE"

 
Coração aberto
Abraço completo
Beijo predileto

Palavra certa
Sileêcio sábio
Decisão sensata

Mãe é paciente
Continente
Amiga da gente
Confidente

Suporte inconditional
Presença irrepreensível
Lutadora invencível

Mãe é calor
Refúgio na dor
Modelo de amor
Bom humor

Nutriz
Nossa miss
Flor de Lís

e é rocha
Escudo
 A importância do que ela é em nossas vidas
É tudo

Mãe ensina o certo
No momento mais incerto

Mãe apoia
Joga a bóia
Abraça que nem jibóia

Está sempre presente
Ouvindo tudo o que a gente sente
Sem fazer julgamentos
Respeitando sentimentos

Ter mãe
É o maior de todos os confortos

É alegria
Satisfação
Complete realização

Minha mãe
Foi um sonho de mãe
Minha heroína
Criação divina

Mãe profissional
Mulher fenomenal

Mãe foste um presente
Me transformou como gente

Devo tudo de bom
Que sou à você
Aconteça o que acontecer

Agora és
O meu anjo no céu
Meu maior troféu

Mãe obrigada por tudo
O meu amor por você
É o maior deste mundo

Não se esqueca de mim
Por onde for
No dia da minha morte
Conto com seu suporte

Venha me buscar
Para a eternidade viajar

Quero viver ao seu lado no infinito
E pintar o seu retrato mais bonito

Tens um camarote vip
No meu coração
Todo o meu amor
Gratidão
Admiração
Devoção

Minha paixão!

(Simone)

"PAPEL EM BRANCO"

 
 
Barco à deriva
Céu sem estrelas
Estrada sem beira
Mar sem fronteira

Vazio
Silêncio
Dormência
Inconsciência

Perda de controle
Mundo sem  nome

Gente sem rosto
Fundo de poco

Tristeza
Incerteza

Alma carente
Sentimento latente
Corpo gemente
Ser indigente

(Simone)

"CURIOSIDADE"

 
É arroz de festa
Não quer ser excluída de nenhum evento
Gosta de viver o momento
E explorar o sentimento

Vive apressada
E nas altas rodas
Querendo sempre saber de tudo
Tim-tim por tim-tim
Do extremo início até o derradeiro fim

A vida alheia
É o seu alimento
Quanto mais sabe
Maior o seu deslumbramento

A curiosidade
Tem uma obsessão pela explicação
O objetivo dela
É descobrir o significado de tudo
O que já foi dito
Ou ainda está mudo

Curiosidade fica doente
Se não esta por dentro das fofocas
Fabricadas por velhas corocas

Muitas vezes faz grandes achados
Porque é xereta, determinada
E perseverante
Não se contenta em saber
Sobre o que está na superfície
Quer ir ao âmago
Quer saber do avêsso
Feito moleque travêsso
Que quebrou a perna
E não pode esperar para ver o que se esconde por debaixo do gêsso

A curiosidade sofre
De ansiedade crônica
Tamanho o seu desespero
Tem uma cabeça esperta
O seu lema é estar sempre em alerta
Para cada nova descoberta.

(Simone)

"AMOR"


O amor é lindo
Um deus do Olimpo

Charmoso, sedutor
Perfeito conquistador

Gosta de corações
Rosas vermelhas
Beijo na mão
Encontros na calada da escuridão

Rei do romantismo
Não tem medo de parecer piegas
Gosta de falar em público
Se exibir
Não se cansa de ir e vir

Arrebatador, ardente
Alivia até dor de dente
Confiante, deslumbrante
Amante vibrante
Capacidade de envolver estonteante

O amor é cego
Não vê cor, personalidade
Beleza ou nível social
Não tem preconceito
Aceitação incondicional
É o seu preceito

Nos faz sonhar, vibrar
Ficar com cara de bobo
Gargalhar sem nenhuma piada por perto
O amor ficou imortalizado
Nas canções do Roberto

Viver o amor
É desvendar misterios
Descobrir excentricidades
Expandir possibilidades

O amor transforma
É caloroso, poderoso
Deixa sempre uma marca por onde passa
Impossível ignorá-lo
Tamanha a sua influência
Cuidado: pode causar dependência!

(Simone)

"FILHO DO TEMPO"

 
Ter filho é voltar no tempo
É ganhar tempo
É resgatar a infância
Com a bagagem das mudanças
Sobre as marcas do tempo no corpo

É ser criança no tempo de ser adulto
É reaprender a ver
O que tempo
Não deixava mais

Ter filho exige mais tempo
O tempo de ser mãe
Doar um bocado de tempo em prol de outra vida que o tempo trouxe
O tempo de ser criança mais o tempo de ser adulto
Ampulhetas que correm em paralelo

Não é um passa-tempo
É um tempo de muita responsabilidade
E de experiências únicas
Que só o tempo pode oferecer
O tempo do viver ...

(Simone)

"LÍGIA"

 
Era noite. A casa repleta de convidados. No salão de baile ressoava uma valsa vienense. Rapazes e moças em trage a rigor desfilavam cá e lá tomados por puro deslumbramento. No canto da sala estava Lígia. Tímida, por demais discreta, no mais sepulcro silêncio. Moça fina, esguia, olhos doces como açúcar, sorriso indeciso, pele branca e lisa feito porcelana. Uma mão pousada sobre a perna, outra ocupada com o cabelo longo e em desalinho. Lígia era ruiva, sardas borrifadas pelo rosto, olhos azul turquesa. Na festa, era uma peixe fora d'água. Teve que ir contrariada. Segundo os pais, ultra-conservadores, toda moça que se prezasse era rigorosamente cumpridora dos deveres sociais. Lígia sentia-se torturada naquele salão onde os assuntos principais giravam em torno de trivialidades e intrigas. Os mundos de Lígia eram os museus, as bibliotecas, a natureza ... Estes eram a água, a comida e o ar necessários para a sobrevivência e o bem-estar geral desta moça ímpar. O salão de baile não era um campo fértil para ela absolutamente. Assim, se desconectava daquele ambiente e viajava para lugares mil na sua imaginação recheada de soberbas possibilidades.

Lígia viajou por lugares dos mais remotos, sempre curiosa para  saber sobre o universo de sonhos das outras pessoas. Sempre levava com ela um grande diário para registrar os preciosos testemunhos daqueles que encontrava. Era alguém que possuía uma habilidade única de entender os pensamentos e as emoções dos outros sem barreiras de língua, costumes ou credos. Sempre sabia traduzir uma palavra não dita, um olhar desviado, um sorriso meio torto. Conseguia enxergar o mundo interno de todos sem exceção. Uma pessoa de poucas palavras, mas de ternos abraços, apertos de mão e profunda sensibilidade. Preconceito não existia no dicionário dela. Amava todos os puros sem distinção. Era sempre o deleite das crianças e uma figura curiosa para os adultos. As crianças sabiam todos os segredos dela. E Lígia ria quando percebia que nem as nuances escapavam da visão mágica dos pequenos. Por onde passava, fazia amigos para sempre e para sempre deixava sua marca. Ninguém era mais o mesmo depois de tê-la conhecido. E ela igualmente somava o próprio eu com a sabedoria e ternura dos outros. 

Doce Lígia... quem me dera entender os seus enigmas ... Você não é deste mundo! Quem te mandou?

(Simone)  

"VESTÍGIOS DO TEMPO"


 
O espelho da verdade
Traduz minha vida
A cada linha delgada do meu corpo

Estou mudada...
Foram tantos os vales
Por onde andei

Jornadas atribuladas
Desafiaram meus limites

Testemunhei a vida sem máscaras
Sofri, mergulhei
Amei, silenciei
Tudo intensamente, intrinsecamente

Meu corpo é um retrato vivo e desenhado
Do meu passado
Meu triunfo sobre as vicissitudes

Meu refúgio no desespero
Meu templo de rebelião
E redenção
Minha salvação ...

(Simone)

"AO MESTRE COM CARINHO"

 
Fragmentos de giz
Repousam no chão
Pisoteados e esquecidos

A lousa mau apagada
Deixa resquícios
De velhas lições
Adições
Subtrações
Soluções
Interrogações

A sala de aula esta muda
Carteiras em desalinho

A mesa do professor
Mantém-se solene
No centro do palco
Papéis na lixeira
Poeira sem eira nem beira

Em velhos tempos
A sala de aula
Foi até campo de batalha
Discussões sem fim
Controvérsias
Descobertas mútuas
Curiosidades
Embates de personalidades

O professor trazia a sapiência
Os alunos a impaciência
A impaciência do querer saber
Para se ter poder
Poder de questionar
Transformar
Reformar
Desmarginalizar
Libertar

Professor figura amada
Contestada
Ás vezes consternada
Sempre admirada

O professor ensina a voar
Não só da asas à imaginação
Através do que fala
Mas também
Para os que buscam o despertar
Quebrando os grilhões
Da ignorância cega
Da inocência muda
Da desesperança tola

Mestre, tu me fizeste!

Graças à você
Crescí
Amadurecí
Aprendí
Enxerguei
Transformei
Amei
Mais tarde também ensinei

De aprendiz
Virei mestre
Suas lições tornaram-se minhas paixões
Enfrentei furacões
Ás vezes desilusões
Mais tarde encontrei soluções
Em meio às grandes conturbações

Você marcou minha vida
Foi paciência
Perseverança
Sabedoria
Alegria
Quebrou sempre minha monotonia

Professor, modelo de integridade
Flexibilidade
Credibilidade

Obrigada pelo investimento
Presenca
Confiança
Aliança

À você devo o mundo de possibilidades que alcançei

Você foi porto-seguro
Nos momentos incertos
Levou-me a ter coragem
De navegar em mares desafiadores
Acreditou que eu poderia
Velejar sem me afogar
Me ensinou que mesmo quando se perde a bússola ou o leme
Temos que acreditar
Em nossos instintos
Superar nossos bloqueios
Encontrar soluções
No meio da escuridão
Usando o poder de criação

Você deixou dúvidas
Para que eu aprendesse a pensar
E parasse de me encostar
Nas soluções mais fáceis
E óbvias, prontas

Deixou-me o desafio
Porque me queria forte
Não medíocre

Você foi luz
Fonte de amor
Protetor
Encorajador
Me levou a ser empreendedor
Que poder de influência
Sua diligência
Inteligência

Mestre
Foi presente
Surpresa constante
Olhar penetrante
Presença brilhante

Tocou-me o coração
Com tanta sofreguidão
Despertou minha mente
Para novas vertentes
Horizontes de possibilidades
Importantes verdades
Sua amizade
Transformou minha personalidade
Você me fez melhor
Mais profundo

À voce
Todo o amor deste mundo!

(Simone)

"FAMÍLIA"


 


Pai, mãe, filhos
Ás vezes mãe e filhos
Outra pai e filhos
Hoje em dia também mãe, mãe e filhos
Pai, pai e filhos
Ás vezes só pais
Ás vezes só filhos
Ás vezes a família desaparece inteira
 
Família que é família
É laço
Abraço
Estardalhaço
 
Raiz
Matriz

Suporte
Braço forte
 
Alegria
Energia
 
É casa
Para se voltar sempre

Continente
Bondade

Verdade
Humanidade
 
Ensina as mais importantes lições
Que ficarão para sempre nos nossos corações
 
Educa
Cutuca
Nos tira de uma sinuca
 
É festa
Protesta
É tema de seresta
 
Ama
Cria trama
Sobrevive a melodrama
 
Identidade
Fidelidade
Reciprocidade
 
Pode ser postiça
Mestiça
Não importa!
O que vale é ser aceito
Sem preconceito
Feita de amor que vive no peito
Mesmo tendo defeito
 
É presente
Nos trata como gente
Nos ensina a ser decentes
 
Escola
Pais, mães, filhos
Professores e aprendizes
Uns com os outros
Ajuda a superarmos os tombos
Para chorar nos dá os ombros
 
Família ensina a voar
Nos encoraja a sonhar
Retrato a se admirar
 
Semente
Fonte de criação
Inspiração
Gratificação
Nutrição
 
Família transforma
É alicerce para a vida
 
Nosso primeiro ninho
Espelho
Desafio
Aconchego
Caminho
 
Família
Nos da juízo
Cuida até do dente do siso
Se for preciso
 
Mundo particular
Para nunca deixar de se amar
Lar doce lar!
 
(Simone)

"PAIXÃO"


 
Paixão
Ser impulsivo
 
Mergulha de olhos fechados
Nos desafios mais inesperados
 
Paixão é explosão
Esquece a razão
É estritamente emoção
 
Vê o mundo cor-de-rosa
Deixa doente
Faz perder a fome
Tudo em nome
Do viver o sentimento
O mais intensamente
`A todo o momento
 
Paixão é por vezes sufocante
Pois quer tudo
Num rompante de um instante
 
Inquieta
Sedutora
Avaçaladora
 
Pode ser fulminante
Desconcertante
Sempre estimulante
Coisa fascinante
 
Intensa
Incompreensível
Perecível
Inconcebível
 
Domina os sentidos
De modos desmedidos
 
Linda de se contemplar
Fantástica de se mergulhar!
 
(Simone)