Total Pageviews

ANO NOVO ....


É mais um ano que começa
Que seja promissor e alegre e não passe muito depressa
Quando um ano vira
É como ter de Deus
Um passaporte para novos sonhos
Deixando prá trás todos os momentos tristonhos
A gente sente como se um ano fosse separado do outro
E tudo possível de ser refeito, renovado
Quem sabe nossos projetos todos aprovados!
A gente faz promessa para ser melhor
Para fazer tudo certo da primeira vez
A cada novo dia do mês
Mas o que acho que faz mesmo diferença
É primar nas atitudes
Ter a cabeça mais aberta
Ter a humildade de entender que o mundo não somos só nós
Que não vivemos dentro de um ovo
Que há sempre algo para aprender de alguém novo
É importante refletir
O quanto estamos julgando o outro
Sendo opressor ou preconceituoso
Insensível e intempestuoso
É fácil julgar
Medir, comparar, segregar, condenar
Projetar nossas próprias fraquezas nas pessoas
Como se fôssemos o retrato da perfeição
E os outros da degradação

O quanto estamos sendo egoístas?
Pessimistas?
Arrogantes?
Intransigentes?
Incompetentes?
Estamos sabendo calar mais do que falar?
E ouvir mais do que esnobar?
O quanto estamos engolindo sapos?
E permitindo viver com os nervos em farrapos?
Como está nossa auto-confiança?
E a que pé andam nossas economias na poupança?
Estamos sabendo reivindicar nossos direitos?
Ou já desculpamos a corrupção desenfreada dos eleitos?
Já nos acomodamos na bengala do "não há como mudar"
O negócio é acostumar?
O quanto a gente se deixa ser subjugado
Maltratado, massacrado?
Ficando sempre com algo na garganta atravessado?
A gente já se deixou viver no automático
Ou tem planos de tornar nossa vida algo mais prático?
Temos consciência dos nossos talentos?
De que nos temos talentos?
E de que eles podem ser nossos alentos?

Quando nos olhamos no espelho
A quantas anda nossa auto-estima
Por acaso está mais baixa do que o sub-solo da Capela Sistina?

Estamos cuidando do humor
Ou nos deixamos afogar num estado de estupor?

Prestamos atenção à nossa saúde
Ou deixaremos para fazer alguma coisa no estágio do Deus nos acude?

Que tal aprender algo novo a cada dia?
Ou o esforço para isto é tão grande que será preciso pedir ajuda à Virgem Maria?

E a nossa quota de generosidade?
Nem pensando nisto? Acha que é coisa só para ser feita na terceira idade?

Estamos no time dos que trabalham para o dinheiro
Ou o dinheiro trabalha por nós?
Prá isto o esforço terá que ser atroz?

O quanto cultivamos pensamentos positivos?
Prá isto não são precisos pré-requisitos!

Sabemos sorrir
Ou estamos tão depressivos que perdemos a noção do que é se divertir?

Quão invisíveis estamos tornando as pessoas quando saímos na rua?
A caixa do super-mercado, por exemplo
A gente diz um bom dia, boa tarde, muito obrigada
Ou a relação não passa de uma coisa de pessoa embriagada
Que faz tudo sem noção, sem esforço na ação?

Vamos sair da inércia do "ninguém se importa, por que eu deveria?"
Pensar assim é uma desculpa bem esfarrapada beirando à grosseria!
Tratar bem as pessoas não é só uma questão de cidadania
É de humanidade
Só assim que é possível exterminar a maldade
Neste mundo contaminado por tanta rivalidade e mediocridade

Temos que estar conscientes de que a maior fome que se tem
É de amor de verdade
Esta é a comida básica para a alma, mente e coração
É o que todo mundo a noite pede quando faz uma oração!

Não sejamos superficiais nas nossas ações ou palavras
Vamos valorizar as pessoas pelo que elas são
No que elas sabem fazer
No quanto com elas podemos aprender
Crescer
E o amor delas também merecer!

Que tal sorrir mais
Amar nunca é demais
Entender com devoção
Aprender a ser mais flexível para num problema alcançar uma resolução
Procurar ter sempre a melhor intenção
Prestar atenção no departamento da emoção
Primar pela boa educação
Ser sincero de coração
Aprender a economizar na carteira sempre um tostão
Cultivar senso de humor em liquidação
Tratar as pessoas como gente
Pra a violência não abrir nenhum precedente
Todo mundo gosta de ser bem tratado
Não importa se embriagado ou desmiolado
Ninguém é melhor do que ninguém
As pessoas não devem ser julgadas por uma questão de vintém
Ter preconceito é um enorme defeito
O negócio mesmo é ser amigo do peito!

A Humanidade precisa de bondade
Para cortar pela raiz a erva daninha da brutalidade
Vamos tornar deste ano
Um precedente para o que eu chamaria de criatividade humana
Construir ideais para tornar o dia-à-dia de todos
Uma muito melhor realidade
Deixemos de lado o piloto automático da individualidade
Vamor contribuir para fazer deste mundo uma grande comunidade
Com o objetivo de salvar de cada pessoa
A capacidade e oportunidade de expressar a própria afetividade!

Que Deus abençõe nosso 2012!

(Simone)

No comments: