Total Pageviews

"MÃOS AO ALTO! SOB A ESCRAVIDÃO DA VIOLÊNCIA..."


"Violência, uma epidemia silenciosa"
Achei ótima esta definição
Porque apesar da violência estar disseminada
Saltando aos olhos
As pessoas se calam
Não querem falar sobre ela
Como se tivesse virado tabu! 

Mas discutir violência
Mesmo tarde, é melhor do que mais tarde
Grandes mudanças dão trabalho, é verdade
Mas um problema sem solução é muito mais custoso
Do que remediá-lo 
O silêncio é um consentimento
Para que tudo continue
Remediar é dar uma data de validade prá ele
Se não se discutem ações e soluções
Este problema só vai aumentar o rastro de destruição e desolação!...



Violência na televisão
Violência doméstica
Violência contra o planeta
Violência no trânsito
Violência na escola
Violência nos jornais
Violência na comunicação (ou na falta dela)
Violência entre nações
Violência entre religiões
Violência motivada por ideais
Violência motivada por poder
Violência da ganância
Violência do descaso
Violência da corrupção desenfreada
Violência contra os animais
Violência nas cadeias
Violência nas ruas
Violência nas praias
Violência no trabalho
Violência na diversidade
Violência no esporte
Violência nos sonhos
Violência do mêdo
Violência da dor
Violência da falta de perspectiva
Violência da desigualdade
Violência da indiferença
Violência econômica
Violência na política
Violência no olhar
Violência nas palavras
Violência do calar
Violência do nada mudar!


Quando penso nas raízes da violência
Penso na desigualdade social
Nas crianças e adolescentes vivendo nas ruas
No tráfico de drogas nas favelas e esquinas
Na prostituição
Na ignorância
Na degradação da família
No descaso com relação à dor do outro
O espaço do outro
O respeito pelo outro
Falta de comunicação saudável
Falta de compaixão
Falta de descência na Política
Privilégios para poucos
Miséria para muitos
A perda da dignidade como ser humano...


As pessoas nascem 
Estupradores?
Delinquentes?
Traficantes?
Corruptos?
Mercenários?
Homicidas?
Ditadores?

Com exceção das enfermidades mentais congênitas
Da influência genética
Todos os demais "desvios" de personalidade e conduta
Derivam do meio em que se vive
Como é crescer numa infância sem amor, sem comida, sem proteção??
Como é crescer adolescente sem família, sem compreensão, sem o pertencer?
Estas crianças que a gente vê hoje na rua
Maltrapilhas, sujas, famintas, violentadas, esquecidas
Serão a face da violência de amanhã
O adolescente sem guia, sem propósito na vida
Cheirando cola ou usando crack nas esquinas
Amanhã será o adulto com olhos frios
E arma de fogo nas mãos
Que será indiferente diante do outro
Matará sem remorso
Num ato de desumanidade
Desumanidade que foi a única lição que ele aprendeu ao longo da vida de abandono
A violência não se dissemina por obra do acaso
A violência é uma coisa construída
É fruto também das tantas escolhas erradas que as pessoas fazem
Escolhas de negar uma vida digna ao outro
Escolha de ignorar, de não acolher
Escolha de ser egoísta, individualista 
Escolha de permanecer na ignorância
Escolha de esquecer que existe um amanhã que precisa ser pensado e nutrido no hoje...



Tem gente que nunca vai saber o significado do calor humano e da felicidade
Nunca vai saber o que é comer todos os dias
Nunca vai saber da importância do saber
Nunca vai poder viver em liberdade
Nunca vai ter alguém para amar or receber amor
Nunca vai ser ouvido
Nunca vai ter oportunidades decentes
Nunca vai viver o que talvez seja uma das coisas mais essencias na sociedade humana
Pertencer!
Pertencer a uma família
Pertencer a um grupo de amigos
Pertencer como cidadão
Pertencer sendo visto como gente
Não como indigente! 


A violência no mundo tomou uma dimensão tão insustentável
Que virou um caso a ser banalizado
As pessoas tem que confiar na sorte para não serem vítimas
As pessoas tem que blindar carros, corpos, mentes, sentimentos
Para manter não só a vida
Mas a dignidade e a sanidade...


Segurança é uma palavra em extinção
Insegurança é a palavra de ordem
Não se vive, se sobrevive
Não se ama, se engana
Não se quer bem, se quer pelas costas
Não se fala, se cala
Não se dá, se rouba
Não se respeita, se abusa
No abuso todos os limites são violados
Os valores se corrompem
E os responsáveis se escondem... 


A violência é um pesadelo do qual não se acorda
É uma sombra que ronda nosso viver
Um fantasma que nos traz um sentimento de horror
Uma linha de montagem de perda e dor...



Os presos são os que vivem do lado de fora das grades
Os reféns somos nós desta situação absurda!
A gente pode não ter escolhido a violência
Mas deixamos que acontecesse quando nos calamos diante das injustiças
E agora é uma erva daninha que criou raízes persistentes
No seio da sociedade humana...


A bala perdida
Sai das mãos de alguém que é fruto
Do que existe de pior no ser humano
A falta da mão que acolhe
A inexistência do importar-se
De ver o outro com olhos atentos
Estender a mão
Sem olhar para o chão
Ter amor e verdade nas palavras
Do coração e da mente eliminar as travas
Repartir mais do que sugar
Respeitar e parar de maltratar
Entender mais do que ignorar
Acolher mas do que deixar o coração endurecer
E a beleza da vida em liberdade
Se perder!...

A sociedade humana adoeceu
E para esta enfermidade 
Todo mundo se nega a encontrar um antídoto
Se a sociedade está doente
Nós padecemos do mesmo mal
Todos nós
 Direta ou indiretamente
Temos uma responsabilidade neste caos
Neste oceano de perdas e danos...

Violência
Perda da inocência
Perversa consciência
Completa indecência
Escravidão da impotência

Violência
Complexo enredo
Dona e senhora do medo
Começa a germinar desde cedo

Violência
Vingança  nascida da dor
Da nossa sociedade
 O grande tumor!

-Simone-

No comments: