Total Pageviews

"ARRASTÃO DA IMPUNIDADE..."


Nos jornais ao que parece
Certas notícias já viraram rotina
Não é pela falta de criatividade do jornalista
Mas é porque a realidade de certas situações persiste
Violência é a titular
Impunidade a vice



 Segurança pública?
Este assunto fica na surdina
Ninguém quer colocar a mão nem a mãe neste vespeiro
É claro que começando pelos políticos!
Estes não tem interesse algum em entrar no mérito da questão
Contanto que eles e as famílias deles tenham garantidos
Carros blindados e guarda-costas
O povo que se vire para não se deixar levar no "baile do arrastão"
Como sempre, quando o povo se torna refém,
A responsabilidade parece não ser de "ninguém"!!!



Arrastão no "passado"
Era conhecido só nas praias do Rio
Ou na volta de feriado nas rodovias congestionadas
Agora virou moda arrastão de restaurante e condomínios em São Paulo
Nem comer sossegado agora é possível
Todo mundo fica naquela tensão antecipada
Será que este restaurante será o "premiado" hoje?
Os ladrões vem, no cardápio de "pedidos" deles estão:
6 porções de notas de R$100
5 porções de carteiras recheadas de notas de R$50
Cartões de crédito como prato de entrada
Conta na saída quem paga é o cliente que foi assaltado!
Quanto desaforo!!!



 Os ladões entram e saem dos restaurantes e prédios sem pressa
Sentem-se tão auto-confiantes
Como que passeando num parque
Aquele "gostinho" de ver as pessoas aterrorizadas na presença deles!!
Para que terão pressa? Para que correr?
Correr é coisa do passado!
Hoje a polícia só vai aparecer, SE aparecer
Depois do "expediente" dos ladrões
Antes e durante, nem pensar!
 

 Segurança pública como órgão
É tambem coisa do passado
A liberdade do cidadão de ir e vir e comer e viver sem mêdo
Também foi deixada ao esquecimento
Estas coisas hoje em dia, para se ter, só em sonho!!


Insegurança ao público
Segurança à corrupção na polícia e na política
Na corporação policial
O policial honesto é cercado por desonestos
Quer fazer justiça mas quem impera é a injustiça
O idealista é algemado pelo crime organizado

O político como sempre
Nos "arrastões" de CPIs
Passa ileso
Chega com a ficha suja
E sai com a ficha adulterada
 Para o status de permanentemente limpa
Não importa quanta falcatrua ele pratique!

Agora o assunto mais cotado é a CPI do Cachoeira
Uma enxurrada de mentiras
Conchavos e "tubarões" comprometidos até as próximas vidas
Os que denunciam hoje
Serão os denunciados de amanhã
Assim, ninguém realmente "pega pesado" nas acusações
Porque, afinal, ninguém escapa
Todo o "teatro" é só para constar!
Só para inglês ver!
A pizza é sempre servida no final
Não se consome mais pizza do que no Con(re)gresso Nacional

No baile do arrastão
Quem dança é o povo
Quem dita o ritmo é o governo
Quem mantém a "segurança" do baile
É o setor da Segurança Pública
Traduzindo-se para nós como
Insegurança Pública
Na rubrica!!

Fico me perguntando se algum dia
Haverá o arrastão
Contra políticos corruptos
Contra aliança entre polícia e criminosos
Contra injustiça social e Justiça comprada

A realidade das pessoas hoje
 É conduzida como manada
À própria sorte abandonada
O povo não tem mais por onde correr
Reza até não mais poder
Luta para viver com dignidade
Em meio à bandidagem
Por todos os lados e níveis o que se vê é só malandragem!

Que vergonha
Só ouvir discurso demagógico de político pamonha
A falta de segurança é medonha
Reagir à violência
É ter na face esculpida a marca da coronha.

(Simone)

No comments: