Total Pageviews

"NO CALOR DAS EMOÇÕES..."

 
Do alto da montanha
Um estrondo se ouviu
Som de um vulcão que explodiu

Sua fúria 
Fez a terra tremer
E cada um o risco de perder a vida temer

O céu foi coberto por uma espêssa camada de negra fuligem
A nuvem de fumaça era tão grande que dava até vertigem

A lava incandescente
Emergia determinada, insistente
A cor era de um laranja reluzente
Uma visão fascinante para a mente

As emoções do centro da Terra
Eram expressas com inacreditável nudez
Qualquer que fosse o motivo da fúria
Na erupção se desfez

O calor emanado
Deixava o ar inebriado
O coração da Terra
Estava mesmo contrariado

A lava ao solo se fundiu
E o vulcão como por encanto
Aquietou-se e dormiu
Numa calmaria que nunca se viu!...

(Simone)

No comments: