Total Pageviews

"MENINA CÔR-DE-ROSA"


Menina de asas de cetim
Tem um coração vermelho carmim

Saltitante é o seu vôo
Presto atenção nos seus movimentos por onde vou

Você veio para espargir amor
Num mundo cheio de intolerância e dor

Traga os seus sabores
E esta personalidade colorida como as flores

A sua fina voz tem o som de água corrente
Seus pensamentos mergulhados estão em muitas vertentes

Você é um docinho do céu
Para banir desta existência o fél

Seus olhinhos cor natureza
Dissipam da vida a aspereza

Jogue pelo ar
O seu pózinho de fazer amar

O seu carisma é grudento como caramelo
Sua voz harmoniosa como um cello

Menina dos sonhos
Desfarça os dissabores dos tristonhos
E transfoma a vida deles em desdobramentos risonhos

Você tem o poder de fazer crescer paz
Onde conflito se faz

É preciso haver esperança
Começando pelo mundo de uma criança

As crianças têm poesia no viver delas
Não importa se as brincadeirinhas que fazem sejam singelas
 A honestidade delas é bela

Menina côr-de-rosa
Chacoalhe as suas asinhas
Para transformar esta vida
Numa atmosfera cheia de luzinhas

Use suas poções mágicas
Tornando em pó as coisas trágicas

A Humanidade precisa ter um destino de contos-de-fada
No qual a virtude vence
O amor é pra sempre
A felicidade permanente
E a vida um eterno presente...

Venha fadinha vem
Faça o bem sem olhar a quem
Neste mundo de pessoas que na maioria das vezes
Se interessam pelos que tem
E menosprezam os sem vintém!

(Simone)

"SENHORA DA JANELA..."

 


Senhora da janela
Logo cedinho da manhã com expressão singela
Vem contemplar a vida
De fora
Quando a de dentro é sofrida...
Sonha os sonhos dos passantes
Vive o amor dos amantes
Fica curiosa como os que visitam as cartomantes...
 
Senhora da janela
Um dia foste parte da vida que se move
Hoje sentes saudades dos tempos em que tinhas nove...
 
Podes traduzir dores
Vidas de dissabores
Mas também reinventar cores
Preencher o gosto amargo com os mais doces dos sabores...
  
O seu coração é simples
A sua alma transparente
A sua mente um rio cheio de vertentes...
 
Senhora da janela
Trazes para o mundo de fora a sua beleza
Disfarçando a aflição de um momento de incerteza...
 
Sábia é a sua natureza
Tentando vencer da vida a aspereza
Incandescente a sua pureza...
 
Sua janelinha aberta
É um dia a mais quando a esperança se faz concreta...
 
Mas....
Um dia a janela não abriu
Foi uma florzinha que para o céu abduziu...
  
(Simone)


"OLIMPÍADAS DO DISTRITO FEDERAL..."


Salto em altura
Gráfico de aumento salarial (feito na calada da noite) dos nossos governantes

Tiro
Políticos que atiram em quem se atrever a denunciar suas falcatruas

Canoagem
Canoa furada para o povo que não tem opção nas eleições

Arremesso de peso
Arremesso de barras de ouro nos cofres dos nossos representantes

Corrida de obstáculos
Para o povo conseguir acabar com a impunidade ministerial

Natação
Comissões que tentam enquadrar os políticos nadam, nadam e morrem na praia

Bola ao cesto
Bolada de dinheiro elevada a sexta potência no bolso dos políticos

Arremesso de peso
Taxas e mais taxas de imposto que o governo despeja nas costas do povo

Arremesso de pizza
Para alimentar todos os políticos que se safam dos escândalos

Xadrez
Jogo que o político joga para manobrar as investigações
E lugar onde ele nunca irá não importa quantas falcatruas pratique

Arco e Flecha
O político é o arco e a (in)Justiça a flecha
O político manobra a (in)Justiça para o alvo que quiser

Mergulho
Mergulho do político no mar de dinheiro que rouba como prática comum

Ginástica
Esporte que o povo tem que praticar para sobreviver com tão pouco

Os políticos são excelentes atletas nas olimpíadas da robalheira desenfreada
Se apropriam de todas as medalhas, dentes, correntes, anéis de OURO do povo
Abocanham também os faqueiros de PRATA da famílias brasileiras
O BRONZE os políticos e suas famílias ganham quando vão para as praias paradisíacas
Debaixo do sol e do conforto fazem uso livre da dinheirama desviada

A Justiça sempre chega em último
Com ZERO no quadro total de medalhas no quesito honestidade e imparcialidade
No empenho em fazer os políticos corruptos de carreira pagarem pelos crimes cometidos

Olimpíadas geralmente são o orgulho de uma nação
Mas nas Olímpiadas do Distrito Federal
São a vergonha geral do povo brasileiro

(Simone)

"O PARTILHAR DE UMA VIDA..."


Vovô desde cedo
Foi meu companheiro de jornada
Ele era um homem muito vivido
Sonhador e sensível
Ensinou-me a ser sempre positivo
E perseguir minhas curiosidades com devoção...

A vida que aprendi através dos olhos dele
Foi sempre cheia de cores e sabores
Era um homem que sempre tinha a palavra certa
Para os momentos incertos
Um elogio para os momentos mais sombrios...

Entendia os meus medos
Mas dizia que a gente sempre tem que fazer
Os nossos medos terem medo de nós
Assim, eles serão sempre menores
E não obstáculos intransponíveis...

Vovô tinha uma luneta mágica
Para onde a gente olhasse com ela
Era possível ver tudo transparente
Ele gostava de observar as pessoas
Treinou-me a ver quem era quem
Na bondade e na maldade
Na amargura e na maturidade...

Vovô era sempre acolhedor
Eu adorava correr para os braços dele
Bracos fortes, continentes
O sorriso dele iluminava os meus sentimentos
A voz era melódica
O humor estava sempre de bem com a vida
Não importando a circunstância...

Foi um viajante de muitas terras
Aprendeu sobre muitas culturas
Ensinou-me sobre respeito as diferenças
Que diferença era um jeito de expandir o saber
Enriquecendo o nosso ser...

O legado de vovô na minha vida
Foi marcado por extraordinárias lições
Que iam de receitas de bolo à reflexões
As histórias que me ensinou são as minhas melhores recordações...

Algumas pessoas são únicas
Vovô foi assim
O mundo dele era feito de possibilidades sem fim!

(Simone)

"MUNDO DE CRIANÇA...'


No meu brincar
Vou sonhando
Com um mundo de fantasia
Onde eu sou o cavaleiro aventureiro
Correndo com meu cavalo numa jornada de mundo inteiro...

Nos meus sonhos
Os brinquedos conversam e se movem
Tem personalidade e cantam versos enquanto dormem...

Ser criança
É ter infância
É ser feliz
E livre para virar aprendiz...

A vida é cheia de vilões e heróis
Sobremesas gostosas e girassóis...

Gosto das coisas simples
Porque tem encanto
Ás vezes choro
E por atenção imploro...

O meu mundo imagino em arco-íris
Brisa suave, sabores
Procuro não pensar nas dores
Mas em campos para correr cheios de flores...

Minha palavra preferida é amor
A parte da vida com as pessoas mais gostosa de sentir
Quero isto o tempo todo, para no mundo espargir...

Se os adultos se permitissem serem livres
A criança dentro deles seria feliz
E a vida tão linda e adorável como uma flôr-de-lís...

(Simone)