Total Pageviews

A CHUVA...

 

Uma chuvarada despenca do céu
Forrando o ar com um prateado véu
 
Nuvens pesadas e ferozes
Destilam a fúria dos algozes
 
É lindo ver toda esta metamorfose
De cores, perfumes e sons
Num emaranhado de tons
 
Vejo que a natureza fica feliz
Com este banho fresco
Que vem num rompante de instante
E vai embora num piscar de olhos
Como são as chuvas de verão
Que de um roxo furioso o céu termina num alvo algodão
 
Gosto da simplicidade da chuva
E da gama de sentimentos que ela desvela
Não tem pretençao
 Nem tempo para indecisão
Emoções em combustão
 
Depois que ela passa
Tudo parece tão incrivelmente vívido
O verde das matas
O cheiro da terra bruta
A vontade de crescer da fruta
 
Gosto do som da chuva no telhado
Observar os pardaizinhos se refestelando nas poças que se formam
E contemplar o fim de tarde alaranjado
 
É chuva caindo
E as tristezas do céu se esvaindo
 
Venha arco-íris
Combinar suas cores com a flor de amarílis
 
-Simone-
 


No comments: